sábado, 29 de novembro de 2008

Grupo de Coimbra de Universidades Brasileiras


No passado dia 27 de Novembro, decorreu na Universidade de Coimbra uma cerimónia simbólica do mais alto significado. De facto, nesse dia na Sala Grande dos Actos, também chamada Sala dos Capelos, foi assinado por representantes de cerca de quarenta Universidades brasileiras o instrumento constitutivo do Grupo de Coimbra das Universidades Brasileiras (1).


Esse grupo assumiu como referência a Universidade de Coimbra, incorporando-a, na sua própria identidade. Aliás, um dos oradores brasileiros expressamente se lhe referiu também, durante a cerimónia, como"alma mater", na qual boa parte da da tradição universitária brasileira se reconhece. Tudo isso representa naturalmente uma enorme honra para a Universidade de Coimbra, bem como naturalmente um acréscimo de responsabilidade; mas coroa também um importante esforço de conjugação das Universidades brasileiras entre si, cuja repercussão futura só pode ser da maior relevância.


Antes de realizada a cerimónia de constituição da nova organização de universidades, teve entretanto lugar uma outra cerimónia de imposição de insígnias aos mais recentes doutorados de nacionalidade brasileira, em cada uma das oito faculdades da Universidade de Coimbra.


Nos cadeirais dos doutores desta vez sentaram-se, lado a lado com os doutores de Coimbra, cerca de quarenta reitores de Universidades brasileiras.



O cortejo tradicional, saiu da Biblioteca Joanina e, tendo atravessado o Pátio das Escolas, subiu depois à Via Latina, tendo entrado, por fim, na Sala dos Capelos. Desta vez, além das cores habituais das oito faculdades, via-se uma grande mancha branca, assinalando a presença dos colegas brasileiros.



Como é fácil de ver, tudo isto não seria possível se a Universidade de Coimbra não dispusesse no Brasil de um capital simbólico imenso e se não se tivessem tecido, ao longo dos anos, múltiplos laços de cooperação entre as Universidades brasileiras e a Universidade de Coimbra. Estão agora criadas condições para que mais funda e mais vasta possa ser essa colaboração. Está aberta uma nova via de cooperação entre Portugal e o Brasil. Uma via cuja importância poderá potenciar o significado do já há muito existente "Coimbra Group" de Universidades europeias(2). Como nos diz uma informação oficiosa da UC: “o Grupo de Coimbra de Universidades Brasileiras adopta o "Coimbra Group" de universidades europeias como modelo e a Universidade de Coimbra como matriz cultural do espaço da lusofonia”


Quem não o compreenderá? O Governo brasileiro teve o cuidado de mandatar um dos reitores brasileiros presentes para ser portador de uma mensagem pessoal e calorosa do seu Ministro da Educação. O Presidente da República Portuguesa, mais modestamente, enviou um texto de congratulação que foi lido na cerimónia. Mas o Primeiro-Ministro de Portugal, que não hesitara em vir a Coimbra, poucos dias antes, assistir uma cerimónia menor de uma entidade fundacional privada, não achou valer a pena estar presente nesta cerimónia, apesar de, naturalmente, convidado. E, mais inacreditavelmente, nem sequer enviou o seu Ministro do Ensino Superior, também convidado, que assim igualmente primou pela ausência.


Mas que fique bem claro: nesta minha referência crítica a tais ausências, a tais atitudes de descaso quanto a um facto, cuja relevância se metia pelos olhos dentro, não há qualquer sombra de melindre com base na minha qualidade de membro desta Universidade, por ter visto apoucada uma realização que lhe não é estranha.

Reflecte, sim, a mágoa de um militante do PS, por ver o seu Governo incorrer numa omissão que parece indiciar uma miopia política que se não esperaria, uma vez que desperdiçou uma oportunidade de ouro, para sublinhar mais um importante passo na senda da sua própria orientação política de valorizar as relações com o Brasil.

E se nos lembrarmos da recorrente acumulação de Ministros em tantas cerimónias que tão longe ficam da importância desta mais estranhamos estas estranhas ausências.
*******************
(1) Eis o Grupo de Coimbra de Universidades Brasileiras, que terá como associados fundadores as seguintes instituições:

1. Universidade Federal do ABC, (São Paulo)
2. Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre,
3. Universidade Federal de Amapá,
4. Universidade do Estado do Amazonas,
5. Universidade Federal do Amazonas,
6. Universidade Federal da Bahia,
7. Universidade Federal da Integração Luso-Afro- Brasileira,
8. Universidade Nacional de Brasília,
9. Universidade Estadual de Campinas,
10.Universidade Federal de S. Carlos,
11.Universidade Federal de Santa Catarina,
12.Universidade Federal do Ceará,
13.Universidade do Estado de Santa Cruz,
14.Universidade Federal Fluminense,
15.Universidade Federal de Minas Gerais,
16.Universidade Federal de Goiás,
17.Universidade Federal do Rio Grande,
18.Universidade Federal de Mato Grosso,
19.Universidade Estadual do Rio de Janeiro,
20.Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro,
21.Universidade Federal do Rio de Janeiro,
22.Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro,
23.Universidade Estadual de Londrina,
24.Universidade Presbiteriana Mackenzie,
25.Universidade Federal do Maranhão,
26.Universidade Federal de Santa Maria,
27.Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais,
28.Universidade Federal do Rio Grande do Norte,
29.Universidade Federal do Pará,
30.Pontifícia Universidade Católica do Paraná,
31.Universidade Federal do Paraná,
32.Universidade Estadual Paulista,
33.Universidade do Estado de São Paulo,
34.Universidade Federal de São Paulo,
35.Universidade Metodista de S. Paulo,
36.Universidade Federal de Pelotas,
37.Universidade Federal Rural de Pernambuco,
38.Universidade Federal de Ouro Preto,
39.Universidade Federal de Roraima,
40.Universidade Federal de Sergipe,
41.Universidade do Vale do Rio dos Sinos,
42.Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul,
43.Universidade Federal do Rio Grande do Sul,
45.Universidade Federal de Uberlândia,
46.Universidade Federal de Viçosa.

(2) Fundado em 1985 e legalmente instituído em 1987, o Coimbra Group é constituído pelas seguiintes Universidades europeias:

1. Aarhus (Denmark) - Aarhus Universitet
2. Barcelona (Spain) - Universitat de Barcelona
3. Bergen (Norway) - Universitet I Bergen
4. Bologna (Italy)- Università di Bologna
5. Bristol (United Kingdom)- University of Bristol
6. Budapest (Hungary)- Eötvös Loránd University
7. Cambridge (United Kingdom)- University of Cambridge
8. Coimbra (Portugal) - Universidade de Coimbra
9. Dublin (Ireland) - Trinity College Dublin
10. Edinburgh (United Kingdom) - University of Edinburgh
11. Galway (Ireland) - National University of Ireland, Galway
12. Genève (Switzerland) - Université de Genève
13. Göttingen (Germany) Georg-August-Universität Göttingen
14. Granada (Spain) - Universidad de Granada
15. Graz (Austria) - Karl-Franzens-Universität Graz
16. Groningen (The Netherlands) - Rijksuniversiteit Groningen
17. Heidelberg (Germany) - Ruprecht-Karls-Universität Heidelberg
18. Iasi (Roumania) - Alexandru Ioan Cuza University of Iasi
19. Jena (Germany) - Friedrich-Schiller-Universität Jena
14. Kraków (Poland) - Uniwersytet Jagiellonski w Krakowie
15. Leiden (The Netherlands) - Universiteit Leiden
16. Leuven (Belgium)- Katholieke Universiteit Leuven
17. Louvain (Belgium) - Université Catholique de Louvain
18. Lyon (France)- Pôle Universitaire de Lyon
19. Montpellier (France)- Pôle Universitaire de Montpellier
20. Oxford (United Kingdom)- University of Oxford
21. Padova (Italy) - Università degli Studi di Padova
22. Pavia (Italy) - Università degli Studi di Pavia
23. Poitiers (France) - Université de Poitiers
24. Praha (Czech Republic) - Univerzita Karlova v Praze
25. Salamanca (Spain) - Universidad de Salamanca
26. Siena (Italy) - Università degli Studi di Siena
27. Tartu (Estonia)- Tartu Ülikool
28. Thessaloniki (Greece) - Aristotle University of Thessaloniki
29. Turku (Finland) - Turun Yliopisto
30. Uppsala (Sweden)- Uppsala Universitet
31. Würzburg (Germany) - Universität Würzburg
32. Åbo (Finland) - Åbo Akademi

3 comentários:

JAMES PIZARRO disse...

Como ex-docente da UFSM, onde ministrei aulas durante 40 anos,fico feliz ao saber que minha universidade estava presente no conclave. Gostei do teu blog, muito elucidativo e informativo, de grande qualidade.
Um abraço fraterno

James Pizarro

aminhapele disse...

Foi bom ter encontrado o "grande" James,por aqui.

Anónimo disse...

Diz RN:

Não me digas que o conheces.

Por mim, já fiz uma visita aos seus blogs, que me pereceram simmpáticos e calorosos.