domingo, 5 de abril de 2009

Fragmentos de abismo


Não é apenas no ribombar solene do parlamento que as oposições têm vindo a convergir com frequência crescente nos argumentos e propostas com que procuram arrasar o actual governo e desmilinguir o PS.


Também na blogosfera, a alegada nova vaga dos comentadores mais dotados, sejam eles póstumos sinais de um salazarismo perdido ou discretos afloramentos de um errático radicalismo de esquerda, se alia expressamente em tudo o que derreie Sócrates e afunde o PS.


Se rasparmos um pouco o verniz da notoriedade mediática e nos embrenharmos no vasto universo da gente comum que se exprime hora a hora no espaço cibernético, começamos a deparar com a mesma inesperada aliança.


Num primeiro momento, apetece-me gritar para que a direcção do PS possa ouvir: é tempo de deixar de entregar postos de combate a soldadinhos de chumbo e aos almofadinhas de serviço. Não deixem o combate político entregue a especialistas de prateleira, a melífluos gestores de imaginárias carreiras. Estamos a entrar num tempo de luta política, a sério. Passou o tempo das vénias e salamaleques. Escolham para o ciclismo quem sabe andar de bicicleta. Regressem rapidamente ao essencial da nossa identidade política. Já perceberam que o neoliberalismo ruiu. Falta agora extraírem daí todas as lógicas consequências.

Num segundo momento, contemplo com melancolia, as matilhas mediáticas que se acirram contra o governo e o PS, de raízes opostas , mas, conjunturalmente, cada vez mais consonantes e solidárias entre si. Se tiverem êxito e uma das duas partes agora associadas chegar ao poder, a outra vai para a cadeia. Uma névoa qualquer impede-as de ver isso.

4 comentários:

miss red disse...

eu ia para a cadeia de certezinha... =)

As oposições não têm culpa de o PS ter escolhido o Sócrates para a liderança. Escolhessem um melhor, caramba... Quanto a este, não há acordo possível. É mau. É péssimo. Em questão de direitos laborais, em educação, saúde, justiça... o que está melhor? O tipo não é de esquerda nem nunca foi...

... e eu continuo a ouvir falar de maioria absoluta (e se o poder corrompe...) - esperam que o pessoal castigue o PS nas europeias, e volte a eleger o Sócrates nas legislativas?

Anónimo disse...

Não há desculpa que chegue para não acreditar no que de facto se vê, se sente e se ouve!

Se calhar os socialistas de facto não queriam uma governação como esta: Socrates e companhia...Mas que no último congresso do PS o José recolheu o apoio de quase todos os congessistas, lá isso recolheu.

É má a governamentação que temos, certo! Mas foi o povo que o quis assim da forma como está!

Promessas não cumpridas? Políticas aberrantes? Também é verdade!

Então por que continua o povão a votar maioritariamente PS?

Nestes últimos 34 anos a cultura desenvolvida pelo novo riquismo com apetências extravagantes e próconsumistas talvez extravazasse
os "Tachos"...

A conduta das forças dominantes em todas as frentes desde a Justiça até ao social passaram a estar ao serviço delas mesmas.

E a dicotómica política desenvolvida tanto por sociais democratas como por socialistas esqueceu, rapidamente, o programa do MFA!

E contudo, em casos eleitorais ainda lá vai um desabafo de esquerda..!

José Ricardo Costa disse...

Eu já os braços estendidos e as mãos juntas, prontas a serem algemadas.

JR

Clementina disse...

Concentração dos Micro Pequenos e Médios Empresários, dia 23 de Abril, pelas 15 Horas, junto à residencia oficial do Sr. Primeiro Ministro. Venham connosco! É hora de dar condições aos Micro e Pequenos que lhes permitam viver com dignidade e contrinuir para o dedenvolvimento do nonno País. Temos a força da razão. Vamos demonstra-la com força e unidade.